terça-feira, 16 de dezembro de 2008

3

Gritos Verticais

  • terça-feira, 16 de dezembro de 2008
  • Saga de Animes
  • Share
  • 01.Primeiro, como você - ‘Lobodomar’ - descreve o blog ‘Gritos Verticais?
    ‘Gritos Verticais’ é o espaço virtual em que coloco minha poesia amadora à prova, para ser lida, criticada, apreciada, apedrejada; enfim, é onde ocorre o primeiro contato entre minha arte e o público; é onde exponho, por meio de linguagem lírica (ou nem tanto), meu pensamento, minha visão de mundo, tentando também despertar maior apreço pela poesia, bem como provocar reflexão sobre temas cotidianos.


    Visite Gritos Verticais


    02.Qual o papel do blog ‘Gritos Verticais’ na sua vida?
    O ‘Gritos Verticais’ é, antes de tudo, entretenimento. Levado a sério, na medida em que levo a sério a arte e a cultura. Porém, nada que atrapalhe meu cotidiano ou se coloque acima de outras prioridades. O blog é, também, uma possibilidade a mais de aprender: aprender a me relacionar com as pessoas tão diferentes que se comunicam comigo por meio desse instrumento; aprender a conviver com as críticas - nem sempre favoráveis - e tirar daí algo de positivo que possa servir para melhorar a qualidade do que ofereço.


    03.Brasileiro gosta de literatura e poesia?
    O brasileiro está aprendendo a gostar. Ainda lê pouco, se comparado a europeus, norte-americanos e argentinos. Mas, comparando Brasil com Brasil, hoje se lê muito mais. Nesse sentido, a poesia é muito bem aceita. Primeiro, porque brasileiro adora música (e poesia tem íntima relação com a música); segundo, porque a poesia é expressão literária de pequeno volume, o que serve bem a quem quer ler, mas não pode (ou não acha conveniente) dedicar muito tempo a uma mesma atividade de lazer; terceiro, e mais importante, porque a poesia emociona, despertando intimidade especial entre o leitor e a palavra (pela combinação de sentido e sonoridade). Assim, cada vez mais, o brasileiro se rende a essa faceta ‘mágica’ da poesia.


    04.Em relação à pergunta anterior, consegue ver isso em seu blog?
    A aceitação do blog tem sido crescente. Mas não sei se um blog literário pode servir como instrumento de aferição do aumento real de leitores. Pode ser que os leitores do meu blog sejam as mesmas pessoas que sempre gostaram de ler. Analisando os comentários, já li alguns em que o leitor dizia que ‘não era muito fã de poesia’, mas que gostava de ler as minhas. Esse tipo de comentário poderia ser um indicativo, caso ocorresse com mais freqüência, tanto no meu, quanto nos demais blogs literários.


    05.Seus visitantes entendem o que você quer passar? Entendem suas idéias?
    A maioria entende sim. Claro que poemas possuem grande subjetividade, o que, às vezes, dificulta o entendimento. Porém, em geral - talvez pela ampla experiência advinda do fato de gostar de música -, o leitor brasileiro é inteligente, capaz de captar bem as metáforas e imagens de um poema. Poema é ‘comunicação’; como tal, é formado por emissário, mensagem e destinatário. Quando o leitor (destinatário) não capta bem a mensagem (poema), provavelmente foi o poeta (emissário) que falhou. Mas sou eterno aprendiz: quando percebo que a poesia não foi bem entendida, procuro descobrir as falhas; saber onde não utilizei a linguagem correta; onde as construções líricas e metafóricas falharam, para tentar acertar num próximo poema.


    06.Em sua opinião, qual o motivo para o sucesso do blog?
    ‘Sucesso’ é palavra da qual tenho medo: armadilha para o ego, faz com que a pessoa perca o rumo. Prefiro visão mais humilde, que não me deixe esquecer que aprender é fundamental. Não acho que meu blog tenha sucesso. Os assinantes de ‘feed’ ainda oscilam entre 200 e 300; nunca foi citado na mídia televisa; e desconfio da capacidade dos ‘rankings’ para traduzir sucesso. Penso apenas que, no tangente à aceitação da blogosfera, o ‘Gritos Verticais’ não está mais no ponto zero; mas tendo muito a ser melhorado, sempre.


    07.Você já precisou enfrentar plagiadores? Como lida com esse assunto?
    Plágio é problema mundial e não atinge somente a arte. O Brasil tem histórico comprometedor. Basicamente, nosso cinema nasceu plagiando o norte-americano. A televisão também faz plágio. Já enfrentei plagiadores. Já liguei para a casa do cara, em outro Estado e reclamei com ele; já fiz blog sair do ar; no Orkut, movimentei milhares de pessoas contra plagiadores. Tem dado certo. No Orkut, tenho - há 3 anos - comunidade para divulgar e debater a Lei Federal 9.610/98 (Lei dos Direitos Autorais), onde também se faz denúncia de plágio.


    08.Possui outros blogs? Qual o tema? Surgiram antes ou depois do ‘Gritos Verticais’?
    Tenho 6 blogs. O ‘Gritos’ foi o primeiro. Cinco tratam de poesia; um, de prosa e crônica:
    a) ‘Gritos Verticais’ - poemas meus;
    b) ‘Poética Herética’ - também poemas meus;
    c) ‘O Poema Nosso de Cada Dia’ - poemas meus e da poetisa Rita Costa;
    d) ‘Raiz de Cem’ - poemas de autores diversos que se destaquem na comunidade de mesmo nome (Orkut);
    e) ‘Sons de Sonetos’ - sonetos de autores diversos que se destaquem na comunidade de mesmo nome (Orkut);
    f) ‘Doce de Fel’ - blog onde me inicio na prosa e na crônica.


    09.O que está faltando na blogosfera atualmente?
    Internet ainda é novidade para a maioria. A blogosfera brasileira nasceu ontem. Então, falta quase tudo. Principalmente regulamentação. Não que deseje uma web truncada, como quer o Azeredo. Nada disso. Quero a blogosfera integrada aos princípios constitucionais da liberdade de expressão. Mas desejo, também, legislação que permita punir quem rouba a propriedade intelectual; pedófilos; e quem agride outros, confiando na distância como garantia de impunidade. Em termos técnicos, quero Internet bem mais veloz, o que deve mesmo acontecer nos próximos 2 anos. No mais, a blogosfera evolui a contento.


    10.Escrever bem ajuda, mas dá pra competir com vídeos, apelação e ‘miguxês’?
    Escrever bem é uma meta, sempre. Poucos conseguem. Eu tento: estudo tudo que posso, para melhorar a escrita. Mas é difícil. Sobre competição, nem acredito que exista. As pessoas não podem fazer só uma coisa ou só outra. Fazem diversas coisas; inclusive, ao mesmo tempo. Então, há momento em que o usuário quer poesia; assim como há horas em que busca vídeos; ou, ainda, em que queira humor ou erotismo. Tudo ao seu tempo. Em relação ao ‘miguxês’, nada contra: sou pela total liberdade de expressão. Eu não escreveria daquela forma; mas não critico quem o faz. Cada geração desenvolve suas tribos, seus modismos, sua linguagem própria e, geralmente, é criticada pelas gerações anteriores. Quando eu era adolescente havia gírias da época, cabelos esquisitos e se ouvia ‘heavy metal’. Tudo isso era tão criticado quanto é, hoje, o ‘miguxês’. Porém, o adolescente de hoje é mais inteligente: criou essa linguagem pra dar maior dinâmica à digitação; mas saberá reconhecer a hora propícia de usar escrita mais formal.


    11.Desde a criação do blog, quais as principais alegrias e tristezas?
    Alegrias são muitas: conheci gente interessante; aprendo bastante; tenho contato com literatura moderna e diversificada, cuja qualidade está muito acima da literatura convencional, oferecia nas livrarias; dois poemas meus foram inseridos em peça de teatro (‘Ritual dos Sete’) montada pelo grupo ‘Sensus’, ficando em cartaz por um mês em Sampa: era a primeira montagem de peça performática sobre os pecados capitais. A diretora, Thereza Piffer, escolheu 5 poetas consagrados (alguns da ABL). De cada poeta, usou 1 poema. O sexto poeta era um ‘joão-ninguém’ - eu: o único com 2 poemas incluídos: 'Dinheiro' (para o pecado da avareza) e 'O Bárbaro' (para o pecado da luxúria). Isso rendeu notas nos principais jornais. Em relação às tristezas, há o plágio. Mas, diante das alegrias, afirmo que a experiência tem sido muito positiva.


    Você assina e autoriza a publicação dessas declarações?
    Gozando de plena sanidade mental, assino e autorizo a publicação de tudo que escrevi.
    André L. Soares

    3 Responses to “Gritos Verticais”

    Luciana via Rec6 disse...
    18 de dezembro de 2008 21:08

    Entrevista Blogs - Gritos Verticais...

    Entrevista realizada por Luciana, do 'Entrevista Blogs', com André L. Soares, autor dos 'Gritos Verticais'. Leia mais...


    lazer » Blog Archive » Gritos Verticais disse...
    19 de dezembro de 2008 00:57

    [...] Leia mais deste post no blog de origem: Clique aqui e prestigie o autor [...]


    www.sbrubbles.com.br disse...
    25 de dezembro de 2008 18:01

    Entrevista Blogs - Gritos Verticais...

    Entrevista realizada por Luciana, do 'Entrevista Blogs', com André L. Soares, autor dos 'Gritos Verticais'. Veja tudo que ele diz sobre Blogosfera, Plagio e etc....


    Postar um comentário

    Subscribe